Ativistas polacos pedem abertura urgente de corredor humanitário

Ativistas polacos pedem abertura urgente de corredor humanitário
Direitos de autor Czarek Sokolowski/Associated Press
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Bielorrússia é acusada de conduzir migrantes para outros pontos da fronteira.

PUBLICIDADE

"Mães da fronteira" - assim se denomina o movimento polaco de solidariedade com os migrantes na demarcação bielorrussa. O grupo organizou um protesto na cidade de Hajnowka para lançar um apelo a Varsóvia.

E esse apelo, como explica a advogada Kaja Jasienko, consiste na abertura de um corredor humanitário, para que voluntários e médicos possam levar ajuda.

MAXIM GUCHEK/AFP
Migrantes à porta de armazém na região bielorrussa de GrodnoMAXIM GUCHEK/AFP

Agnieszka Jusis, uma voluntária, dizia precisamente que só quer dar algum apoio àquelas pessoas. "Nem que seja através de um protesto", afirma, "para mostrar ao governo e ao presidente polacos que não concorda com o que estão a fazer".

As autoridades polacas divulgaram imagens da fronteira, junto a Kuznica, para mostrar que os acampamentos dos migrantes foram evacuados. Cerca de 2 mil pessoas foram levadas para um armazém nas imediações. 

Mas a Polónia acusa a Bielorrússia de mudar de estratégia e de conduzir grupos mais pequenos de migrantes para outros pontos da fronteira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Parlamento polaco investiga utilização do software Pegasus

Agricultores polacos prometem continuar protestos na fronteira com a Ucrânia

"Schengen militar": o que vai mudar o acordo assinado pela Polónia, Alemanha e Países Baixos?