Austríacos fecham-se novamente em casa

Ruas desertas em Viena
Ruas desertas em Viena Direitos de autor Vadim Ghirda/The Associated Press
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Saídas autorizadas apenas para compras essenciais, desporto ou cuidados médicos.

PUBLICIDADE

Numa altura em que os preparativos de Natal começam a instalar-se no dia a dia, a Áustria fecha portas. Comércio, restaurantes, mercados encerraram para dar lugar a mais um confinamento geral e assim tentar travar a nova vaga de Covid.

"É óbvio que é muito aborrecido. Já estava a entrar no espírito natalício. Mas não há nada a fazer. Só temos de respeitar as regras e tentar tirar o melhor partido da situação", dizia Lisa Bernsteiner, advogada estagiária em Viena.

Lisa Leutner/The Associated Press
Viena de portas fechadas em época natalíciaLisa Leutner/The Associated Press

Christine Lokos, também residente na capital, desabafa: "É o que é. A vacinação devia tornar-se obrigatória já. Quando era miúda, fui vacinada na escola e ninguém pediu à minha mãe para assinar um papel. E sobrevivemos todos. O governo falhou um pouco neste aspeto. Mas não podemos culpá-lo de tudo. Se as pessoas não são razoáveis, não são".

No entanto, as escolas vão continuar abertas, cabendo aos pais escolher se os filhos assistem a aulas presenciais ou à distância. 

O governo austríaco acelera, entretanto, o processo para criar um enquadramento legal que permita tornar a vacina obrigatória a partir de fevereiro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Áustria quer retirar sem-abrigo das ruas com modelo finlandês

Ex-chanceler austríaco Sebastian Kurz vai ser julgado por falsas declarações

E o vencedor é? Partido político austríaco "engana-se" ao anunciar vencedor