This content is not available in your region

Há 13 casos da Ómicron em Portugal

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Há 13 casos da Ómicron em Portugal
Direitos de autor  Jerome Delay/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

A nova variante do novo coronavírus está a preocupar o mundo, levando vários países a adotar medidas de contenção. 

O Reino Unido, que detém a presidência do G7, convocou uma reunião de emergência dos ministros da Saúde dos sete países mais ricos do mundo, para esta segunda-feira, para discutirem medidas para parar a disseminação da estirpe Ómicron.

Foram já reportados casos da nova variante em, pelo menos, 12 países.

 Em Portugal, há 13 casos confirmados. De acordo com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, os casos são jogadores e trabalhadores da Belenenses SAD.

 Freitas adiantou que estas pessoas serão submetidas a um plano de testagem rigoroso com o objetivo de quebrar as cadeias de transmissão.

Tal como Portugal, vários Estados-membros da União Europeia suspenderam os voos para vários países da África Austral, onde esta nova estirpe foi, pela primeira vez, detetada.

No domingo, os Países Baixos confirmaram pelo menos 13 casos da Ómicron no país e decretaram um confinamento parcial durante três semanas.

O ministro holandês da Saúde, Hugo de Jonge, sublinhou que as autoridades estão preocupadas pois "para alguns peritos esta variante pode ser mais perigosa. Essa deve ser a razão pela qual a OMS lhe chamou "variante da preocupação. Não sabemos o suficiente se esta variante pode tornar as pessoas mais doentes e como afeta a imunidade das pessoas que estão vacinadas ou curadas. Estamos preocupados, mas ainda não sabemos muito sobre a nova variante e se a nossa preocupação é justificada".

A África do Sul pediu o levantamento imediato das restrições de viagens a partir da África Austral. Os médicos sul-africanos mostram-se otimistas em relação aos sintomas que têm registado.

A presidente da Associação Médica do país afirma que os sintomas são "muito ligeiros o que significa que se pode tratar, facilmente, os pacientes em casa." Angelique Coetzee diz não ter conhecimento de nenhum paciente que tenha sido colocado a oxigénio pois "o nível de oxigénio é muito estável."

Os europeus estão receosos de que seja necessário reimpor restrições de circulação, para conter a quinta vaga da pandemia da Covid-19. Nos últimos dias, várias cidades do Velho Continente foram palco de manifestações e protestos, alguns violentos.