This content is not available in your region

Alemanha debate-se com falta de recursos para vacinar contra a covid-19

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Alemanha debate-se com falta de recursos para vacinar contra a covid-19
Direitos de autor  AP Photo

Filas, filas e mais filas. Quem por estes dias se quiser vacinar contra a covid-19 na Alemanha vai mesmo ter de esperar. O aumento da procura e a falta de recursos materiais e humanos estão a abrandar o processo de vacinação.

As ameaças da variante Ómicron e de restrições durante a época natalícia parecem estar a levar os alemães aos centros de vacinação. A procura de doses de reforço está contribuir para este aumento, mas não só, no início da semana, em um único dia, 23 mil pessoas foram vacinadas contra a covid-19 pela primeira vez.

Os problemas agora colocam-se do lado da oferta. O encerramento dos grandes centros de vacinação levou a um abrandamento das encomendas de material sanitário e de vacinas, mas também à dispersão dos profissionais de saúde.

Sybille Katzenstein é médica e não tem dúvidas de que "a [nova] vaga está aqui", mas critica a fraca capacidade do sistema de saúde alemão. "Não podemos seguir com a vacinação, quanto mais com os testes ou com os cuidados aos pacientes com coronavírus ".

Em Saarlouis, o administrador distrital, Patrick Lauer, tenta dar resposta às solicitações do seu distrito.

"O mais importante foi contratar pessoal, porque [os profissionais] tentaram encontrar outros empregos, voltaram à sua profissão original quando os centros de vacinação foram encerrados".

A uma semana de suceder a Angela Merkel como chanceler alemão, Olaf Scholz, defendeu, esta terça-feira a obrigatoriedade das vacinas e a proibição da entrada de pessoas não vacinadas nas lojas de bens não-essenciais.