EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

EUA registam 1° caso da Ómicron no país

EUA registam 1° caso da Ómicron no país
Direitos de autor Hiro Komae/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Hiro Komae/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Casa Branca confirma primeiro caso da Ómicron no país. ONU diz que suspensões de voos da África Austral são punitivas e ineficazes

PUBLICIDADE

Os Estados Unidos da América registaram o primeiro caso de infeção com a variante Ómicron, do novo coronavírus, num indivíduo no estado da Califórnia.

Trata-se de uma pessoa que regressou dia 22 de novembro da África do Sul.

O conselheiro de Saúde da Casa Branca, Anthony Fauci, anunciou que "o indivíduo isolou-se e todos os contactos próximos foram contactados, e todos os contactos próximos, até agora, deram negativo. O indivíduo foi totalmente vacinado e teve sintomas ligeiros, que estão a melhorar neste momento".

Mais de duas dezenas de países registaram infeções com a Ómicron desde que as autoridades sul-africanas identificaram a estirpe há mais de uma semana. Na altura, o anúncio fez com que os Estados Unidos, Portugal e outras nações suspendessem os voos provenientes da África Austral. Uma medida fortemente criticada pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Com um vírus verdadeiramente sem fronteiras, as restrições de viagem que isolam qualquer país ou região não só são profundamente injustas e punitivas, como são ineficazes.
António Guterres
Secretário-geral da ONU

O Governo de Espanha está, também, a apertar as restrições de viagem, no entanto quer que os turistas continuem a visitar o país.

Os visitantes do Reino Unido, que não são residentes da União Europeia, só poderão entrar em Espanha se estiverem totalmente vacinados. Já não será suficiente ter um PCR negativo ou ter tido a doença.

Nas ruas, as opiniões dos turistas britânicos dividem-se.

Enquanto uns estão de acordo com a medida pois vai impedir que pessoas que não foram vacinadas viagem, já outros estão renitentes pois afirmam que só vai fazer com que as pessoas deixem de viajar para o país.

No sul de Espanha, os empresários olham para o futuro com apreensão...

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023