This content is not available in your region

China desvaloriza boicote político

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim ocorrem em fevereiro de 2022
Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim ocorrem em fevereiro de 2022   -   Direitos de autor  euronews

Cresce o número de países a anunciarem um boicote diplomático aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim de 2022.

Os anúncios vão-se sucedendo após a decisão dos Estados Unidos da América que acusaram a China de violação dos Direitos Humanos.

O Reino Unido e o Canadá são os mais recentes países a juntarem-se ao boicote diplomático.

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, afirmou:

"Não creio que a decisão do Canadá ou de muitos outros países de não enviar representação diplomática aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Pequim seja uma surpresa para a China. Temos sido muito claros, ao longo dos últimos anos, das nossas profundas preocupações em relação às violações dos Direitos Humanos".

Horas antes, o primeiro-ministro australiano Scott Morrisson anunciou a adesão da Austrália ao boicote... Uma medida desvalorizada pelo Governo chinês.

"A China não convidou nenhum funcionário do Governo australiano para assistir aos Jogos Olímpicos de Inverno, e ninguém se importaria se eles viessem ou não. A postura dos políticos australianos, e o seu próprio interesse político, não tem qualquer impacto no sucesso da organização dos Jogos Olímpicos em Pequim", afirmou o porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, Wang Wenbin.

Face ao boicote anunciado, o presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach, sublinhou a neutralidade política da instituição.

"A presença de funcionários governamentais é uma decisão puramente política para cada Governo. Também para esta decisão política, aplica-se o princípio da neutralidade política do COI".

As tensões diplomáticas entre a China e vários países ocidentais têm-se degradado, nos últimos anos, devido a alegadas violações dos Direitos Humanos. Pequim é acusado de manter mais de um milhão de muçulmanos uigures em campos de reeducação política. As autoridades chinesas negam.

Os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim decorrem de 04 a 20 de fevereiro de 2022.