This content is not available in your region

Trinta pessoas alegadamente assassinadas em Myanmar

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com AP
euronews_icons_loading
Morte de 30 pessoas em Myanmar alegadamente pelo exército
Morte de 30 pessoas em Myanmar alegadamente pelo exército   -   Direitos de autor  AP/KNDF

A Associated Press, citando testemunhas não identificadas, fala num massacre de mais de 30 pessoas, entre elas mulheres e crianças, mortas a tiro pelas tropas fiéis ao governo de Myanmar.

Fotos mostram corpos carbonizados em três veículos incendiados. As vítimas estariam a fugir dos combates entre grupos armados da resistência e o exército de Myanmar. Em fevereiro os militares tomaram o poder no país.

Um habitante local dizia à referida agência de notícias que estas pessoas foram detidas por militares quando se dirigiam para campos de refugiados em Mo So.

O governo não se pronunciou sobre a matéria mas um jornal diário estatal, o Myanma Alinn, escrevia no sábado que eclodiram combates perto de Mo So, na sexta-feira, quando membros das forças de guerrilha étnica, conhecidas como Partido Nacional Progressivo Karenni, e os que se opõem aos militares conduziam veículos "suspeitos" e atacaram as forças de segurança depois de se recusarem a parar.