This content is not available in your region

Variante Ómicron propaga-se a grande velocidade

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Variante Ómicron propaga-se a grande velocidade
Direitos de autor  Rick Rycroft/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

França registou mais de 100.000 infeções pelo novo coronavírus num único dia, pela primeira vez desde o início da pandemia.

Segundo dados do Governo, as hospitalizações de pessoas com Covid-19 duplicaram ao longo do último mês.

A maioria das infeções está ligada à variante Ómicron.

Esta segunda-feira, prevê-se que o Conselho de Ministros gaulês proponha o endurecimento das regras para travar a propagação da Covid-19.

No Reino Unido, onde a variante Ómicron tem dominado durante dias, o Governo de Boris Johnson está a considerar a vacinação contra a Covid-19 porta-a-porta.

A Escócia, o País de Gales e a Irlanda do Norte introduziram, este domingo, novas restrições limitando, essencialmente a dimensão dos ajuntamentos.

Em Portugal, entraram em vigor, no sábado, as novas restrições de combate à pandemia como a obrigatoriedade do teletrabalho e o encerramento de bares, discotecas, creches e ATL. Medidas em vigor até dia 10 de janeiro.

De acordo com o último balanço da Direção Geral de Saúde, o país registou mais de 3700 novas infeções em 24 horas e há mais 13 mortes a lamentar.

No outro lado do globo, o novo País de Gales do Sul, o estado mais populoso da Austrália, registou um número recorde de novas infeções e um forte aumento de pessoas hospitalizadas.

Um grande laboratório em Sydney anunciou que cerca de 400 pessoas receberam uma mensagem errada sobre o resultado dos testes à Covid-19. Testaram negativo e afinal estavam infetadas.