This content is not available in your region

ONU apela a contenção de tropas no Cazaquistão

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
ONU apela a contenção de tropas no Cazaquistão
Direitos de autor  AP/Russian Defense Ministry Press Service

O secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou um apelo à contenção das forças militares nacionais e extrangeiras presentes no Cazaquistão.

O mais recente balanço dos protestos e motins no país aponta para 12 polícias mortos, bem como dezenas de manifestantes.

Esta quinta-feira, chegaram ao Cazasquistão tropas russas, em resposta ao pedido de assistência do presidente cazaque, uma intervenção seguida com apreensão pelo Ocidente.

Dmitry Oreshkin, analista político russo:"Tokayev manterá o poder com militares e polícia antimotim essencialmente proveniente da Rússia. Mas, por outro lado, vai pagar com uma redução da soberania estatal. Vai depender mais fortemente da Rússia, ainda mais do que [o antecessor] Nazarbayev. Vladimir Putin não vai desperdiçar esta oportunidade."

O movimento de contestação teve início no domingo no oeste do Cazaquistão, em resposta ao aumento dos preços do gás, mas alastrou-se rapidamente a Almaty, capital económica do país, onde os protestos degeneraram em motins contra o regime.