This content is not available in your region

Portugal prolonga teletrabalho mas alivia condições de isolamento

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
euronews_icons_loading
António Costa apresenta novas medidas anti-Covid
António Costa apresenta novas medidas anti-Covid   -   Direitos de autor  TIAGO PETINGA/EPA

Teletrabalho obrigatório prolongado até ao dia 14 e manutenção do regresso às aulas a 10 de janeiro, como já estava previsto.

As novas diretivas do combate à Covid-19 em Portugal, anunciadas esta quinta-feira por António Costa, não trouxeram grandes surpresas e vão, sobretudo, no sentido de um ligeiro aliviamento das medidas em vigor.

O primeiro-ministro português considera que o país se encontra numa situação "tranquila" no que respeita à contenção de casos graves e que há condições para avançar "com cautela" no levantamento de algumas restrições.

A principal novidade é o fim do isolamento obrigatório para os que já têm uma dose de reforço da vacina e que entram em contacto com um caso positivo, excepto na eventualidade de uma coabitação.

O certificado digital continua a ser obrigatório para aceder a restaurantes - e agora também a bares e discotecas, que reabrirão no dia 14 -, bem como locais turísticos, eventos culturais e ginásios. Mas quem teve a dose de reforço há mais de 15 dias deixa de ter de apresentar um teste negativo em locais e eventos que atualmente o exigiam.

A obrigatoriedade do teste negativo mantém-se para quem chega de avião a Portugal.