This content is not available in your region

Urânia acusa Rússia de ataque informático

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Urânia acusa Rússia de ataque informático
Direitos de autor  Thibault Camus/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

O governo da Ucrânia diz ter pistas de que a Rússia esteve por detrás do ciberataque que deitou abaixo vários sites governamentais, numa altura em que a tensão entre os dois países aumenta. Cerca de setenta sites foram visados pelo ataque que, para as autoridades de Kiev, tem a marca dos piratas informáticos que trabalham a soldo da Rússia.

Viktor Zhora, vice-presidente do Centro de Comunicações Especiais do Estado Ucraniano, diz que "há alguns sinais e alguma informação que leva às técnicas usadas pela Federação Russa e o país está a ser agredido".

Face a este ciberataque, a União Europeia prometeu ajuda de emergência. Depois de um encontro informal de ministros dos Negócios Estrangeiros do bloco, o alto representante da política externa Josep Borrell disse que Bruxelas vai mobilizar todos os recursos para ajudar a Ucrânia.

Afirmou: "Estamos a viver um ponto de viragem importante e a União Europeia está pronta a responder a qualquer agressão, mas a via preferível é a do diálogo e das negociações".

A via preferível é a do diálogo e da negociação.
Josep Borrell
Alto representante da política externa da UE

Numa altura em que aumentam os medos de uma invasão russa da Ucrânia, a NATO reuniu-se na semana passada com as autoridades russas, sem que tenha sido possível chegar a um acordo sobre a situação na fronteira.