This content is not available in your region

Espanha quer abordar a covid-19 como a gripe

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Espanha quer abordar a covid-19 como a gripe
Direitos de autor  Alvaro Barrientos/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved

Espanha quer mudar a forma como controla a pandemia para regressar à vida normal. Em cima da mesa está tratar o SARS-CoV-2 como um vírus endémico e sazonal.

Ao mesmo tempo, a Organização Mundial de Saúde pede prudência. Lembra que apesar do impulso global de vacinas, existem grandes lacunas.

Sobre esta nova abordagem, a Euronews falou com Jeffery Lazarus, do Instituto de Saúde Global de Barcelona.

O investigador lamenta que “depois de cada onda os governos avancem com uma nova sugestão”. Considera que os políticos “precisam de pensar nas próximas eleições, mas também adotar uma abordagem de saúde pública”. Para Jeffery Lazarus, as restrições podem ser menos severas quando os casos descem, mas isso não significa que não sejam reforçadas “se os casos e as hospitalizações em particular subirem, se houver uma nova variante ou se descobrirmos que precisamos de uma dose de reforço”.

Em Espanha, mais de 90% da população com mais de 11 anos está totalmente vacinada. Espera-se que esta nova abordagem, que está a ser analisada pelo governo espanhol, enfrente a resistência de países como a Alemanha e a França, onde a adesão às vacinas é mais baixa.