This content is not available in your region

Macron apresentou as propostas da presidência francesa ao PE

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Emmanuel Macron discursa no Parlamento Europeu em Estrasburgo
Emmanuel Macron discursa no Parlamento Europeu em Estrasburgo   -   Direitos de autor  AP Photo/Jean-Francois Badias

Emmanuel Macron apresentou, esta quarta-feira, ao Parlamento Europeu, as prioridades da presidência francesa da União Europeia.

O presidente francês, que foi recebido pela nova presidente do Parlamento Europeu, a conservadora maltesa Roberta Metsola, expressou no discurso frente aos eurodeputados o desejo de reformar a Carta dos Direitos Fundamentais da UE, a fim de garantir, nomeadamente, o direito ao aborto.

"Desejo que consolidemos os nossos valores europeus que fazem a nossa união, o nosso orgulho e a nossa força. Vinte anos após a proclamação da nossa Carta dos Direitos Fundamentais, que consagrou nomeadamente a abolição da pena de morte em toda a União, desejo que possamos atualizar esta carta, nomeadamente para ser mais explícita sobre a proteção do ambiente ou o reconhecimento do direito ao aborto", disse.

Macron declarou que a Europa enfrenta três desafios fundamentais para manter o seu compromisso com a paz e prosperidade dos seus cidadãos: o clima, a revolução digital e a segurança. A este respeito, defendeu uma nova ordem de segurança na UE.

"Esta promessa de progresso e de futuro só faz sentido se soubermos responder perante as perturbações geopolíticas, a ameaça do terrorismo, os ciberataques, a migração irregular, todo este grande momento de convulsão. Face a este regresso da tragédia na história, a Europa deve armar-se, não por desconfiar das outras potências, mas para garantir a sua independência neste mundo de violência", afirmou.

Num discurso muito abrangente, Macron também falou do diálogo entre UE e o Reino Unido e pediu uma abordagem de boa fé na construção de um novo quadro de relações.