Avós famosas no TikTok

Avós famosas no TikTok
Direitos de autor AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Lar de idosos em Itália usa rede social para combater isolamento

PUBLICIDADE

Quem disse que o TikTok só interessa aos mais novos? Num lar de idosos de Carpi, no norte de Itália, um grupo de avós decidiu exprimir-se através da rede social e a sua conta exibe já mais de 10.000 seguidores.

Uma forma de combater o crescente isolamento associado à pandemia e também de quebrar barreiras intergeracionais.

Ilario De Nittis, presidente da cooperativa SCAI:"Durante o pico da Covid e mesmo depois, alguns idosos exibiam sinais de depressão e solidão. Estávamos habituados a ter projetos territoriais e juntar-nos com jovens e crianças da comunidade e decidimos usar o TikTok como projeto piloto para ver se era possível reconquistar essa alegria e envolvimento, esse sentimento de estar vivos novamente no seio da comunidade."

Neste lar financiado de forma privada pelas famílias da região, os laços com a comunidade local são cruciais e estão agora fortalecidos com este novo instrumento para aproximar os idosos dos mais novos.

Adriana Michelini, utilizadora do Tiktok:"Estamos muito felizes, porque podem ver onde estamos. E, do exterior, ficam contentes de ver que vivemos alegremente, somos bem tratadas e respeitadas."

Luca Palamara, euronews:"Videos, seguidores, 'likes' e influenciadores: termos populares entre os mais novos habituados às redes sociais, mas menos comuns entre as gerações mais velhas que, até agora, viviam num mundo bastante diferente."

Vídeos sobre como fazer decorações ou exercício para idosos são algumas das publicações regulares do grupo.

Uma das mais recentes publicações do grupo no TikTok serviu exatamente para agradecer a todos o número recorde de seguidores, mas estas "avós tecnológicas" dizem-se determinadas a fazer muito mais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Bruxelas abre investigação formal contra o TikTok

Bruxelas quer saber o que a Meta e o TikTok estão a fazer para mitigar conteúdos falsos violentos

Em 2024 os europeus acima de 65 anos serão mais do que os jovens com menos de 15 anos