This content is not available in your region

Rússia vai invadir Ucrânia em meados de Fevereiro segundo analistas

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Rússia vai invadir Ucrânia em meados de Fevereiro segundo analistas
Direitos de autor  AFP

A Ucrânia presta homenagem aos seus heróis que morreram ao tentar impedir o avanço das tropas russas. Foi realizada uma marcha comemorativa em Kiev para os soldados que morreram a combater a invasão do Exército Vermelho em 1918.

A data assinala-se num momento crítico - numa altura em que a Rússia é acusada de enviar tropas para a fronteira ucraniana enquanto o Ocidente ameaça Moscovo com sanções em caso de invasão da Ucrania. Em 2014, Oleksiy Ryabchyn organizou uma série de manifestações na região de Donetsk para manter a Ucrânia unida.

Face à escalada militar entre ucranianos e separatistas pró-russos no leste, Oleksiy e a família tiveram de fugir para Kiev. "Nunca na minha vida pensei que isso pudesse acontecer, nem no meu pior pesadelo. É por isso que acho que estou preparado para um ataque da Rússia", disse Oleksiy Ryabchyn.

A Ucrânia está pronta para um ataque. A república soviética de 40 milhões de pessoas prepara-se para a guerra com os separatistas russos. O analista Alexander Vindman acredita que a Rússia vai invadir a Ucrânia em meados de fevereiro.

Não existe uma remodelação da arquitetura de segurança europeia que resulte numa Ucrânia a voltar-se para a Rússia. Por isso, nem sequer penso que via diplomática seja suficiente. Penso que, infelizmente, estamos a dirigir-nos para uma grande ofensiva militar na Europa.
Alexander Vindman
ex-diretor para os Assuntos Europeus do Conselho de Segurança Nacional dos EUA

De acordo com uma sondagem publicada esta semana, mais de 48% dos ucranianos acreditam na possibilidade de uma invasão russa.

O conflito, que eclodiu após a anexação da Crimeia por parte da Rússia em 2014, já deixou mais de 13 mil vítimas mortais.