EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Portugueses elegem o Parlamento

Eleitora vota nas legislativas antecipadas em Lisboa
Eleitora vota nas legislativas antecipadas em Lisboa Direitos de autor ANTONIO COTRIM/EPA
Direitos de autor ANTONIO COTRIM/EPA
De  euronews com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal elege este domingo o Parlamento. Autoridades garantem que apesar da pandemia, é seguro votar. 21 forças políticas concorrem aos 230 lugares da Assembleia da República

PUBLICIDADE

Os eleitores portugueses escolhem, este domingo, a constituição da Assembleia da República na próxima legislatura, de onde sairá um novo Governo.

As mesas de voto abriram às 08 horas de Portugal continental e Madeira e encerram às 19 horas, uma hora depois nos Açores.

Aos 230 lugares do Parlamento concorrem 21 forças políticas.

Segundo a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, 285.848 eleitores votaram no último domingo na modalidade de voto antecipado em mobilidade, à semelhança do secretário-geral do Partido Socialista António Costa.

Estas legislativas antecipadas ocorrem em plena pandemia onde se estima que cerca de um milhão de portugueses estejam em isolamento obrigatório por estarem infetados pela Covid-19 ou por contactos de risco.

O Executivo português decidiu que estes eleitores podem votar presencialmente recomendando que se dirijam às assembleias de voto entre as 18 e as 19 horas.

A Comissão Nacional de Eleições garante terem sido tomadas todas as medidas para garantir a segurança sanitária durante o escrutínio como, por exemplo a redução de eleitores inscritos por cada secção de voto para 750.

Em 2019, a taxa de abstenção atingiu o recorde de 51,43%, comparando com os 8,3% nas eleições para a Assembleia Constituinte, em 1975, ou os 16,4% das primeiras legislativas, em 1976.

A legislatura atual, que terminaria apenas em 2023, foi interrompida depois do 'chumbo' do Orçamento do Estado para 2022 ter gerado uma crise política que levou à dissolução do parlamento e à convocação de eleições antecipadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O apelo ao voto em dia de Legislativas

O dia seguinte às eleições. Como reagiram os portugueses aos resultados?

Campanha para as legislativas na reta final