EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Inundações mortais em São Paulo

Em 12 horas, choveu 160 mm, o equivalente a 42% do esperado para todo o mês de janeiro
Em 12 horas, choveu 160 mm, o equivalente a 42% do esperado para todo o mês de janeiro Direitos de autor Eugenio Savio/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Eugenio Savio/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Inundações e deslizamentos e terra fazem 19 mortos no Estado de São Paulo, no Brasil. Mais de 500 famílias ficam desalojadas

PUBLICIDADE

Pelo menos 19 pessoas morreram e mais de 500 famílias ficaram desalojadas na sequência de deslizamentos de terras e inundações no estado de São Paulo, no Brasil.

A região está a ser assolada por fortes chuvas desde sexta-feira, sendo as cidades mais afetadas Embu das Artes, Francisco Morato, Ribeirão Preto, Jaú e Franco da Rocha. De acordo com as autoridades, em algumas destas localidades, em 12 horas, choveu 160 mm, o equivalente a 42% do esperado para todo o mês de janeiro.

A Prefeitura de Franco da Rocha alertou a população para a possibilidade de mais inundações caso seja necessário abrir as comportas da barragem Paiva Castro, que atingiu cerca de 80% da sua capacidade.

O Governador de São Paulo sobrevoou, este domingo, algumas das regiões afetadas. João Doria expressou solidariedade para com as famílias das vítimas e anunciou a libertação de 15 milhões de reais, o equivalente a 2,5 milhões de euros para ajudar as 10 cidades mais afetadas do Estado, auxiliando assim as prefeituras na recuperação urbana e social.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas

Cheias no Brasil deixam mais de 100 mortos e milhares de desalojados

Chuvas fortes no sul do Brasil fazem pelo menos 75 mortos e mais de 100 desaparecidos