Domínio japonês no primeiro dia do Grand Slam de Paris

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Domínio japonês no primeiro dia do Grand Slam de Paris
Direitos de autor  Lewis Joly/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

O público presente na AccorHotels Arena vibrou quando o o presidente da Federação Internacional de Judo Marius Vizer e o presidente da Federação Francesa Stéphane Nomis declararam aberto este Grand Slam de Paris.

A japonesa Natsumi Tsunoda, campeã mundial em título na categoria de -48 kg, em femininos, conseguiu a primeira medalha de ouro deste primeiro dia, com uma vitória sobre Baasankhuu Bavuudorj, da Mongólia. Foi o primeiro título da japonesa no Grand Slam de Paris.

Em masculinos, nos -60 kg, outro japonês, Ryuju Nagayama, conseguiu triunfar naquele que foi, para ele, o oitavo grand slam da carreira e segundo no tatami de Paris. Derrotou o sul-coreano Jeon Seung-beom, com um waza-ari seguido de uma imobilização. Medalhas entregues por Alexandra Szentkiralyi, porta-voz do governo da Hungria.

E o primeiro presente para o público da casa aconteceu na final dos -52 kg em femininos, com a francesa Amandine Buchard a derrotar Distria Krasniqi, do Kosovo, por golden score, ao fim de um combate que durou quatro minutos. Max-Hervé George, CEO da Ultima Capital, entregou as medalhas.

Buchard disse que "a vitória a fez sentir poderosa, porque há momentos muito difíceis em que se sente cansada, mas no fim, o poder de que precisa vem do público, por isso lutou até ao fim, por ela mas também pelo público".

Nos -66 kg, em masculinos, o favorito era An Ba-ul, da Coreia do Sul, duplo campeão olímpico, mas foi Baskhuu Yondonperenlei, da Mongólia, a levar a melhor. Medalha entregue pelo estilista e empresário Stefano Ricci.

Nos -57 kg, em femininos, a final foi 100% japonesa. Haruka Funakubo venceu a compatriota Momo Tamaoki no _golden score _e recebeu a medalha de ouro das mãos de Yavuz Yükselir, presidente do grupo Yükselir.

E nos masculinos, na categoria de -73 kg, a vitória foi para Lasha Shavdatuashvili, da Geórgia, sobre Soichi Hashimoto, do Japão. Foi uma vitória tática no golden score. A medalha foi entregue pela antiga lenda do ténis e embaixador da Federação Internacional de Judo, Ion Tiriac. Na entrevista, o georgiano agradeceu ao público presente em Paris, "uma cidade única onde as pessoas adoram o judo" e agradeceu "aos fãs de todo o mundo que o apoiaram".

E o Japão foi o grande vencedor deste primeiro dia, com um total de quatro medalhas de ouro. Nos -63 kg, em femininos, Nami Nabekura derrotou a compatriota Masako Doi e recebeu a medalha de ouro entregue pelo empresário Leo Bahadourian.

A Arena de Bercy, palco histórico do desporto mundial, viveu um primeiro dia cheio de emoções e prepara-se para mais um dia com o melhor do judo, este domingo.