EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Cessar-fogo temporário em duas cidades ucranianas

Russia
Russia Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews com Lusa, AP
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Acordo entre Kiev e Moscovo serve para "retirar civis" através dos corredores humanitários

PUBLICIDADE

A Rússia anunciou um cessar-fogo temporário a partir das 10:00 em Moscovo (07:00 em Lisboa), para a abertura de corredores humanitários que permitam a retirada de civis nas cidades ucranianas de Mariupol e Volnovaja.

"Hoje, 05 de março, é anunciado um cessar-fogo a partir das 10:00, hora de Moscovo, e a abertura de corredores humanitários para a saída de civis de Mariupol e Volnovaja", no leste da Ucrânia, disse o Ministério da Defesa russo.

Retirada de pessoas em Mariupol atrasa

A autarquia da cidade ucraniana de Mariupol anunciou entretanto que a retirada de civis vai começar ao final da manhã, às 9:00 (hora de Lisboa)

Antes, o autarca de Mariupol, Vadim Boitchenko, tinha afirmado que o porto estratégico de Mariupol se encontrava "sob bloqueio" e era alvo de "ataques impiedosos" do exército russo.

"A nossa prioridade é conseguir um cessar-fogo para que possamos restabelecer as infraestruturas vitais e criar um corredor humanitário para fazer chegar alimentos e medicamentos à cidade", acrescentou numa mensagem divulgada na plataforma Telegram.

O controlo de Mariupol é estratégico para a Rússia, uma vez que permitiria garantir uma continuidade territorial entre as forças vindas da Crimeia e as que chegam dos territórios separatistas pró-russos da região de Donbass.

Marioupol, cidade com cerca de 450 mil habitantes junto ao mar de Azov, está "sob bloqueio" e é, há cinco dias, alvo de "ataques impiedosos", escreveu Vadim Boitchenko na plataforma Telegram.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal Internacional de Justiça analisa acusações da Ucrânia a Moscovo

Comunidade russa em Portugal envia ajuda para a Ucrânia de forma anónima

Pelo menos seis feridos em ataque aéreo russo a zona residencial de Kostiantynivka