This content is not available in your region

Putin ameaça quem proteger espaço aéreo ucraniano

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Putin ameaça quem proteger espaço aéreo ucraniano
Direitos de autor  Mikhail Klimentyev/Sputnik

As palavras foram um pouco mais longe. Vladimir Putin afirmou que todos aqueles que tentem proteger o espaço aéreo ucraniano estão também a declarar guerra a Moscovo. Isto depois de o Reino Unido ter apelado aos cidadãos britânicos cuja presença na Rússia não seja essencial para que saiam imediatamente do país.

Qualquer movimento nessa direção será considerado como um ato de participação num conflito armado.
Vladimir Putin
Presidente da Rússia

Durante uma visita à Aeroflot, o presidente russo disse o seguinte: "A lei marcial só é declarada em caso de agressão externa. Espero que isso não aconteça, apesar das declarações irresponsáveis de alguns líderes. Ouvimos os apelos para o encerramento do espaço aéreo ucraniano. Isso não é possível. Qualquer movimento nessa direção será considerado como um ato de participação num conflito armado".

Durante a manhã, foi anunciado um cessar-fogo temporário nas zonas de Mariupol e Volnovahka para criar corredores humanitários de evacuação. Mas os ataques russos prosseguiram e as tréguas caíram.

"Do nosso lado, estamos a fazer tudo para que o acordo [de cessar-fogo] funcione. É uma das nossas prioridades neste momento. Vamos ver se conseguimos avançar no processo de negociações", apontou Volodymyr Zelenskyy, o presidente ucraniano.

Já o secretário de Estado americano, Antony Blinken, de visita à Polónia, evocou um pacote de ajuda humanitária aos refugiados ucranianos de mais de 2,7 mil milhões de dólares.