This content is not available in your region

Falha segunda tentativa para evacuar Mariupol

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
euronews_icons_loading
Falha segunda tentativa para evacuar Mariupol
Direitos de autor  Anatolii Stepanov / AFP

O conselheiro do Ministério do Interior ucraniano diz que a segunda tentativa de retirada de civis da cidade portuária de Mariupol falhou devido ao contínuo bombardeamento russo. 

Estava planeado começar as operações, através de corredores humanitários, ao meio-dia, hora local, 11h em Lisboa, durante um cessar-fogo previsto para acontecer entre as 10h e as 21h mas foram interrompidas devido a um assalto que está em curso

Anton Gerashchenko afirmava que "não pode haver", os chamados "corredores verdes" porque há um "cérebro doente" russo, como o próprio frisava, referindo-se a Vladimir Putin, que decide quando começar a disparar e contra quem.

Por seu lado os separatistas pró-russos de Donetsk garantem ter evacuado mais de 300 civis desta localidade ucraniana, que está cercada por milícias desta autoproclamada república independente.

No sábado ocorreu situação idêntica, em Mariupol e na cidade vizinha de Volnovakha. A evacuação não foi possível devido aos constantes bombardeamentos aéreos por parte das forças russas.

A cidade localizada no sudeste da Ucrânia, e que tem grande importância geoestratégica, está sitiada há uma semana e a situação dos civis que ali permanecem está a deteriorar-se.