This content is not available in your region

Uma voz amiga para receber refugiados ucranianos

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com Lusa
euronews_icons_loading
O inspetor Vladyslav Martynyuk no gabinete de apoio aos refugiados ucranianos do SEF no aeroporto de Lisboa
O inspetor Vladyslav Martynyuk no gabinete de apoio aos refugiados ucranianos do SEF no aeroporto de Lisboa   -   Direitos de autor  TIAGO PETINGA/ 2022 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Uma voz amiga para facilitar a chegada de refugiados ucranianos a Portugal. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) colocou no aeroporto de Lisboa o inspetor Vladyslav Martynyuk, de origem ucraniana, para receber na língua materna os conterrâneos que chegam ao território português em fuga da guerra na Ucrânia:

"Apesar das pessoas estarem a chegar e terem ainda memórias muito recentes daquilo de que estão a fugir - bombardeamentos, tiros, mortes -, quando chegam aqui muitas delas, de facto, ficam surpreendidas e muito gratas pela forma como são acolhidas aqui em Portugal."

Svetlana Maksimova é uma dessas refugiadas, que chegou este domingo a Portugal vinda da Roménia e foi recebida por Martynyuk:

"Sou de Kiev e, desde logo, quero agradecer bastante ao vosso país [Portugal] por podermos vir para cá porque, desde que tudo começou em Kiev, nunca mais dormi na minha casa. Dormi num abrigo anti-bombas."

Segundo os dados do próprio SEF, até este sábado, Portugal recebeu 1528 pedidos de proteção temporária desde o início da invasão russa da Ucrânia, a 24 de fevereiro. 

Desde a passada quinta-feira, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras disponibiliza 24 balcões de atendimento dedicados exclusivamente a cidadãos ucranianos.

Editor de vídeo • Rodrigo Barbosa