This content is not available in your region

Dia Internacional da Mulher em tempos de guerra na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Dia Internacional da Mulher em tempos de guerra na Ucrânia
Direitos de autor  Kristóf Péter

O Dia Internacional da Mulher coincide com os primeiros dias como refugiadas para centenas de milhares de mulheres ucranianas. Representam aproximadamente metade dos 2 milhões de pessoas que fugiram da invasão russa. Trazem pouca bagagem, mas deixam toda uma vida para trás:

O que é que se pode dizer? Estou numa espécie de pesadelo que continua. Eu estaria numa espécie de estado abstração se não fosse pela minha filha. Não conseguiria cair em mim. Deixámos tudo, a minha família, amigos, toda a nossa vida, fica tudo para trás.
Nataliya Grigoriyovna Levchinka
Refugiada de Donetsk
Gostaria de dizer às mulheres que se mantenham fortes, que mantenham a cabeça fria e uma maneira saudável de pensar. É melhor salvar as nossas vidas e esperar em segurança. As mulheres ucranianas são as mais fortes de espírito, tudo estará bem. Nós acreditamos nisso.
Katarina Pavlovna
refugiada de Bakhmut

Polónia, Moldávia, Roménia. As mulheres ucranianas têm fugido frequentemente para estes países acompanhando pessoas dependentes, como idosos ou crianças muito pequenas, assumindo o peso do corpo e da responsabilidade nos ombros.

Estar com um bebé pequeno e fugir para longe da minha família, do meu marido, da minha irmã e dos meus pais, é muito difícil, porque estou aqui sozinha e não tenho apoio. Porque a minha família ainda está em Kiev e ainda vive na guerra.
Irina Okhrimenko
Kiev
Este ano, nem sequer pensei no Dia Internacional da Mulher...Estes dias foram realmente terríveis.
Alina Rudakova
Melitopol