This content is not available in your region

Rússia vai continuar a fornecer petróleo e gás à Europa

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Rússia vai continuar a fornecer petróleo e gás à Europa
Direitos de autor  MIKHAIL KLIMENTYEV/AFP or licensors

O presidente da Rússia disse esta quinta-feira que o país pode resolver todos os problemas que estão a ser provocados pelas sanções, que considerou ilegítimas.

Numa reunião com o governo, Vladimir Putin, assegurou que Moscovo vai continuar a exportar petróleo e gás para a Europa e para o mundo, incluindo a Ucrânia.

"Estamos a respeitar todas as nossas obrigações em termos de fornecimento de energia; tudo o que temos para fornecer, fornecemos aos nossos principais clientes, tanto na Europa como em outras regiões do mundo (...) "Mesmo o sistema de transporte de gás na Ucrânia está a ser 100 por cento preenchido de acordo com os contratos".

Num tom pausado e confiante, Putin não negou que os russos sentirão os efeitos das sanções, mas diz que os problemas podem ser "resolvidos com calma".

O senhor do Kremlin garante que a Rússia se mantém aberta a trabalhar com todos os parceiros estrangeiros e que os direitos dos investidores estrangeiros na Rússia serão protegidos, mas admite que o governo poderá tomar conta dos ativos das empresas que deixaram o país por causa da invasão da Ucrânia.