EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Volkswagen transfere parte da produção para EUA e China devido à guerra na Ucrânia

Volkswagen transfere produção para EUA e China
Volkswagen transfere produção para EUA e China Direitos de autor ANDER GILLENEA/AFP
Direitos de autor ANDER GILLENEA/AFP
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grupo alemão admite rever objetivos para 2022 devido à guerra na Ucrânia. O ano passado duplicaram os lucros operacionais para perto de 20 mil milhões de euros

PUBLICIDADE

O grupo Volkswagen está a transferir parte da produção de automóveis para Estados Unidos e China. Na origem da decisão está a instabilidade que se vive atualmente na Europa e a falta de matéria-prima originada pela guerra na Ucrânia, onde a empresa trabalha com cerca de uma dezena de fábricas de componentes.

O anúncio foi feito pelo diretor-executivo do grupo alemão durante uma conferência de imprensa. Herbert Diess avisou que a guerra fez a empresa questionar os seus objetivos para 2022, uma vez que o mercado de componentes se iria manter instável até 2026.

Apesar de ter vendido menos dois milhões de automóveis face que tinha previsto para o ano passado devido à pandemia e à escassez de semicondutores, o aumento dos preços permitiu ao grupo Volkswagen duplicar os lucros operacionais para perto de 20 mil milhões de euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise na fábrica da Continental na Hungria

Greve histórica no setor automóvel nos EUA

Toyota obrigada a parar as 14 fábricas no Japão devido a falha no sistema