This content is not available in your region

Boyko Borissov lbertado sem acusações formais

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Boyko Borissov recebido por apoiantes momentos depois de ser libertado
Boyko Borissov recebido por apoiantes momentos depois de ser libertado   -   Direitos de autor  DIMITAR KYOSEMARLIEV/AFP or licensors

O ex-primeiro-ministro búlgaro Boyko Borissov foi libertado sem acusações formais, menos de 24 horas depois de ter sido detido por suspeitas de desfalque e extorsão.

Borissov tinha sido detido no quadro de uma vasta operação policial ordenada pelo Ministério do Interior "relacionada com 120 dossiês da procuradoria europeia". 

O ex-primeiro-ministro foi interpelado juntamente com dois colaboradores próximos, que também foram libertados.

A detenção tinha originado esta sexta-feira momentos de tensão no parlamento búlgaro, com os deputados da formação conservadora GERB, de Borissov, a abandonarem a assembleia, juntando-se no exterior aos protestos pela sua libertação e pela demissão do atual primeiro-ministro.

O chefe do governo, Kiril Petkov, eleito no ano passado com um programa pró-europeu e anti-corrupção tinha afirmado, em reação à detenção de Borissov, que "ninguém está acima da lei". 

Depois da libertação, o executivo acusou a procuradoria búlgara de "boicotar" os seus esforços na luta contra a corrupção.