This content is not available in your region

Washington acusa a Rússia de "crimes de guerra" na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Washington acusa a Rússia de "crimes de guerra" na Ucrânia
Direitos de autor  Markus Schreiber/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

"As tropas russas cometeram crimes de guerra na Ucrânia", diz Washington, referindo provas de "ataques indiscriminados ou deliberados contra civis".

Em comunicado, o secretário de Estado, Antony Blinken, escreve: "Hoje, posso anunciar que, com base na informação atualmente disponível, o governo dos EUA avalia que membros das forças da Rússia cometeram crimes de guerra na Ucrânia".

Uma declaração no dia em que o presidente norte-americano chegou a Bruxelas para participar numa cimeira da NATO, num Conselho Europeu e numa reunião do G7. Biden continua a insistir que há o "perigo real de que Putin utilize armas químicas na Ucrânia"

Em clima de tensão crescente, o embaixador russo em Varsóvia, Sergei Andreev, reagiu à expulsão dos 45 diplomatas russos da Polónia, de forma inequívoca com uma pergunta retórica.

"Há muitos anos que nos vêm impondo sanções sem parar, mesmo antes de 2014. Será que isso alguma vez nos impediu?"
Sergei Andreev
Embaixador da Rússia na Polónia

Na guerra diplomática, a Rússia anunciou que vai expulsar diplomatas americanos em resposta à expulsão do pessoal russo da missão da ONU.

Segundo a agência russa Interfax, o Ministério russo dos Negócios Estrangeiros avisou que "quaisquer ações hostis contra a Rússia provocariam uma resposta decisiva".