Conhecidos mais detalhes sobre a morte do baterista dos Foo Fighters

Conhecidos mais detalhes sobre a morte do baterista dos Foo Fighters
Direitos de autor AFP
De  euronews com AP, Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Resultados do exame toxicológico revelam que músico consumiu substâncias antes de morrer

PUBLICIDADE

A análise toxicológica ao baterista dos Foo Fighters, Taylor Hawkins, revelou que o músico consumiu opiáceos, canábis e antidepressivos antes de morrer.

O exame "detetou até ao momento dez substâncias encontradas no corpo de Taylor Hawkins, incluindo THC, antidepressivos e opiáceos", disseram os investigadores colombianos.

O norte-americano de 50 anos foi encontrado morto num hotel em Bogotá, na Colômbia, esta sexta-feira, onde a banda de rock alternativo norte-americana ia atuar no festival Estéreo Picnic.

"A família Foo Fighters está devastada pelo trágico e prematuro desaparecimento do nosso querido Taylor Hawkins. O seu espírito musical e risos contagiantes viverão para sempre connosco", escreveu a banda, na rede social Twitter.

"Os nossos corações estão com a mulher, filhos e família", acrescentou a banda, pedindo que a privacidade da família fosse respeitada.

De acordo com meios de comunicação social locais, o músico, que integrou a banda em 1997, foi encontrado morto no quarto do hotel onde a banda está hospedada em Bogotá.

Os resultados do exame não revelam qual a causa da morte, apenas que substâncias estavam presentes no organismo de Taylor Hawkins no momento do óbito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morreu aos 50 anos o baterista dos Foo Fighters

Dave Grohl parte a perna em concerto e Foo Fighters cancelam digressão

Polícia espanhola apreende 8 toneladas de cocaína