This content is not available in your region

Sobreviventes do Holocausto voltam à Alemanha para fugir da guerra na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Sobreviventes do Holocausto voltam à Alemanha para fugir da guerra na Ucrânia
Direitos de autor  -Screenshot- AP

Em criança, foram vítimas do Nazismo hoje regressam à Alemanha, o país de onde fugiram, para escaparem ao horror da guerra na Ucrânia. 

Galina Ulyanova, Larisa Dzuenko e Tatyana Zhuravliova têm 83 anos e reviveram as piores memórias da sua infância quando as primeiras bombas russas se abateram sobre Kiev. Tatyana é uma médica reformada, para ela viver este momento é como reviver uma outra tragédia, "é muito assustador pensar nisso", dizia. "Lembrei-me logo de tudo".

Estas três sobreviventes do Holocausto aceitaram a ajuda de uma organização judaica para sair da Ucrânia e encontrar um lugar seguro. O acolhimento que receberam na Alemanha, o país que desencadeou a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto, surpreendeu-as. Larisa Dzuenko, engenheira na reforma, dizia-se _"_positivamente surpreendida" com a forma como as receberam, "muito bem, nota 20, realmente", frisava acrescentando que gostaria de permanecer no país "enquanto, em Kiev, o teto poder cair sobre" a sua "cabeça".

Cerca de 10.000 sobreviventes do Holocausto vivem na Ucrânia, pelo menos 500 precisam de assistência urgente mas para alguns é tarde demais. Borys Romanchenko tinha 96 anos e morreu quando um míssil russo atingiu o seu apartamento em Kharkiv, a 18 de março.

Outras fontes • PBC