This content is not available in your region

ONU tenta mediar acordo com a Rússia sobre corredor humanitário em Mariupol

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia faz apelo à ONU
Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia faz apelo à ONU   -   Direitos de autor  AP Photo/Francisco Seco

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia apela à Organização das Nações Unidas para mediar um acordo com a Rússia - o objetivo é retirar os residentes da cidade de Mariupol. O Secretário-Geral da ONU visita primeira Moscovo para conversar com o líder do Kremlin, Vladimir Putin. Só mais tarde é esperado na Ucrânia para se encontrar com Zelenskyy, mas a ordem dos encontros desagradou Kiev.

Tem sido uma longa tradição diplomática: visitar Kiev antes de ir a Moscovo. Mas isto não é uma grande desilusão com a qual não possamos viver. (...) Em primeiro lugar, é uma armadilha para ele, uma armadilha diplomática, (...) Em segundo lugar, eles podem estar prontos para discutir algo com ele. E o nosso pedido é: em vez de nos concentrarmos em questões amplas como um cessar-fogo total e abrangente - o que é importante - mas vemos o que a Rússia faz no campo de batalha, é simplesmente inviável. Ele devia concentrar-se principalmente numa questão: a evacuação de Mariupol.
DMYTRO KULEBA
MINISTRO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS da Ucrânia

A cidade portuária de Mariupol, de importância estratégica, tem estado cercada desde o início da invasão russa. Até agora, as tentativas para deslocar a população civil da cidade falharam. Na segunda-feira, a Ucrânia negou ter chegado a qualquer acordo com Moscovo, sobre o estabelecimento de um corredor humanitário.

As forças batem-se pelo controlo do complexo metalúrgico Azovstal, onde se encontram soldados e civis. Apesar do cessar fogo anunciado pela Rússia, o complexo foi alvo de ataques aéreos.