A Fiat vai produzir carros elétricos na Sérvia

Nova fábrica da Fiat
Nova fábrica da Fiat Direitos de autor Euronews/RS
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O primeiro modelo deverá saír em 2024.

PUBLICIDADE

A Fiat vai produzir carros elétricos na Sérvia. O diretor-executivo do Grupo Stellantis, Carlos Tavares, anunciou esta quinta-feira o início da produção da nova geração de automóveis na cidade de Kragujevac.

Para o presidente da Sérvia, Aleksandar Vučić, a decisão marca o início de uma nova era.

Vamos manter-nos ao nível do mundo moderno e ter um fabricante local de um carro elétrico moderno. Pelo que sei, trata-se de um automóvel destinado à classe média e muito popular.
Aleksandar Vučić, presidente da Sérvia

O contrato prevê um período de transição até ao fim de 2023, para que a fábrica se adapte à produção do novo modelo. Os primeiros carros da nova gama, cujo modelo não foi duvulgado, deverão saír em meados de 2024.

A magnitude da mudança na indústria automóvel não tem precedentes, temos que mudar completamente toda a tecnologia do veículo: não apenas a conversão para o motor elétrico, mas também a conectividade, as funcionalidades autónomas e os sistemas de infotainment.
Carlos Tavares, diretor-executivo do grupo Stellantis

 Segundo o grupo Stellantis, o lançamento do novo modelo faz parte da presente revolução na indústria automóvel. A transição para os motores elétricos é uma mudança estratégica tanto a nível energético como financeiro.

O acordo assinado ajudará a empresa a atingir a meta de vender apenas carros elétricos na Europa até 2030, bem como atingir um nível zero de emissões até 2038.

A Sérvia assumirá um papel fundamental na execução do plano estratégico do grupo, Dare Forward 2030.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sérvia apresenta material militar do exército

Forte subida nas vendas de carros híbridos e elétricos em 2021

Renault-Nissan-Mitsubishi investe 23 mil milhões de euros nos carros elétricos