This content is not available in your region

Trabalhistas ganham autarquias históricas em Londres

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido
Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido   -   Direitos de autor  Daniel Leal/AP

A noite foi de festa para os trabalhistas em Londres, onde o presidente da câmara de Londres e o deputado trabalhista local celebram a eleição dos autarcas em bairros que saíram do controlo conservador pela primeira vez em várias décadas como o de Wandsworth, nas mãos dos Tories desde 1978.

Com as eleições locais, em Inglaterra, os trabalhistas consolidaram a sua posição na capital, mas registam menos progressos no resto do país.

Um resultado que parece não incomodar muito Boris Johnson. O primeiro-ministro disse durante a visita a uma escola: "É um meio mandato e é certamente um conjunto misto de resultados e tivemos uma noite difícil em algumas áreas do país, mas, por outro lado, noutros sítios, ainda se veem os conservadores a avançar e a ter ganhos notáveis em locais que não votaram conservador durante muito tempo ou que nunca o fizeram".

Os resultados do partido conservador parecem ter sido afetados pelos escândalos das festas em Downing Street durante o confinamento, em que o primeiro-ministro se viu envolvido.

Nas ruas de Londres, ouvem-se os seguintes comentários: "Penso que o governo não se tem comportado muito bem e um número particular de membros do governo não se tem comportado muito bem, e creio que é uma sanção nesse sentido. Penso que é o facto de as pessoas serem menos ingénuas quanto ao que podem esperar de um governo Tory", diz uma eleitora.

Um eleitor afirma, por seu turno: "Na minha opinião, esta é uma situação normal para as eleições locais. Todos os governos têm uma situação difícil durante as eleições locais. Mas, obviamente que neste momento penso que é um pouco pior por causa da falta de fé que as pessoas têm no governo."

Entre as autarquias simbólicas que o Labour conquistou aos Tories, em Londres, está a de Westminster, que pertencia aos conservadores desde que foi constituída em 1964.