Mais de 43 anos de prisão no veredito do incêndio na discoteca Colectiv

Vigília em memória das vítimas do incêndio na discoteca Colectiv (arquivo)
Vigília em memória das vítimas do incêndio na discoteca Colectiv (arquivo) Direitos de autor ANDREI PUNGOVSCHI/AFP or licensors
Direitos de autor ANDREI PUNGOVSCHI/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Seis responsáveis políticos e técnicos foram condenados na sequência de um dois piores incêndios da história da Roménia

PUBLICIDADE

Seis anos e meio depois de um dos mais mortíferos incêndios da história da Roménia, é finalmente conhecido o veredito.

Um tribunal de Bucareste decretou esta quinta-feira penas que totalizam mais de 43 anos de prisão para os seis responsáveis políticos e técnicos do incêndio de 30 de outubro de 2015 na discoteca Colectiv, na capital romena, que resultou em 65 vítimas mortais e uma centena e meia de feridos.

A tragédia levantou o véu sobre as deficiências generalizadas nos protocolos e padrões de segurança de uma grande parte dos bares e discotecas do país, bem como graves carências no sistema de saúde público, que custaram a vida a alguns dos feridos, o que provocou uma vaga de protestos que acabaria por derrubar o governo social-democrata.

O incêndio na discoteca também inspirou o documentário "Collective", focado na corrupção endémica no Estado-membro da União Europeia, que conquistou vários galardões.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mansão do rei Carlos III na Roménia reabriu ao público

Partidos de direita da Roménia juntam esforços para campanha às europeias

Governo romeno decide juntar eleições autárquicas e europeias no mesmo dia, oposição está contra