This content is not available in your region

Somália elege Presidente entre dezenas de candidatos

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita  & Euronews
euronews_icons_loading
Somália: controlo de segurança junto das urnas de voto
Somália: controlo de segurança junto das urnas de voto   -   Direitos de autor  Farah Abdi Warsameh/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

Na Somália, os deputados começaram a votar para a muito adiada eleição presidencial este domingo. Fica assim encerrado o complicado processo eleitoral que fez aumentar a tensão no país quando o mandato do presidente expirou, no ano passado, sem um sucessor no lugar.

As autoridades registaram 39 candidatos presidenciais. A lista inclui o atual presidente, Mohamed Abdullahi Mohamed, dois ex-presidentes, um ex-primeiro-ministro, vários altos funcionários, um jornalista e uma deputada que foi ministra dos Negócios Estrangeiros da Somália, Fawzia Yusuf Haji Adam.

"Está na hora de lutar pelos nossos direitos, como cidadão, como mulheres e como políticos; e tentar resolver os problemas que este país tem enfrentado nos últimos 30 anos. As atrocidades cometidas não são comparáveis ​​a qualquer outro lugar. Os jovens estão morrendo como moscas, matando-se uns aos outros, fazendo-se explodir, matando outras pessoas. Desemprego, péssima qualidade na educação, saúde e tudo mais," considera a candidata presidencial Fawzia Yusuf Haji Adam.

A votação acontece com o país mergulhado num ambiente de insegurança crescente. O grupo extremista islâmico al-Shabab, que se opõe ao governo federal, continua a realizar ataques mortais na capital, Mogadíscio, e em outros locais da nação do Corno de África.