EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Fórum de Davos acolhe "Casa dos Crimes de Guerra Russos"

Esposição está no edifício que foi da delegação russa ao FEM
Esposição está no edifício que foi da delegação russa ao FEM Direitos de autor Markus Schreiber/AP
Direitos de autor Markus Schreiber/AP
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Exposição está instalada no mesmo edifício que antes acolhia a delegação russa ao Fórum Económico Mundial.

PUBLICIDADE

Foi neste edifício que funcionou, até ao ano passado, a delegação russa junto do Fórum Económico Mundial em Davos, na Suíça. Este ano, a Rússia não está representada, como seria de esperar, perante o que se passa na Ucrânia. Mas a organização decidiu instalar aqui a "Casa dos Crimes de Guerra Russos", com uma exposição sobre as atrocidades cometidas. 

O presidente da câmara da cidade martirizada de BuchaAnatolii Fedoruk, esteve na inauguração: "Depois da Segunda Guerra Mundial, foi criado um tribunal de guerra para julgar o nazismo. Agora deveriam fazer o mesmo com a Rússia. Se isso não acontecer, significa que não há justiça na terra e não conseguiremos parar, durante dezenas de anos, as atrocidades que continuam a acontecer, perpetradas pelos agressores e ocupantes russos", disse.

Se não for criado um tribunal de guerra para a Rússia, significa que não há justiça.
Anatolii Fedoruk
Presidente da Câmara Municipal de Bucha

Com a inauguração deste local simbólico, os organizadores querem sensibilizar os participantes no Fórum Económico Mundial para o que se está a passar.

Liudmyla Denisova, comissária do parlamento ucraniano para os direitos humanos, esteve também presente: "Recebemos muitos testemunhos de cidadãos, reunimos esses testemunhos, nomeadamente graças à nossa ferramenta de chat 'Parem a agressão russa'. São testemunhos de agressões que têm de ser investigadas pelas autoridades. É material que tem de ser entregue a essas autoridades', diz.

A abertura do Fórum Económico Mundial contou com um discurso, à distância, do presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy, à semelhança do que tem acontecido noutros grandes eventos, como recentemente o festival de cinema de Cannes. Neste evento que reúne alguns dos maiores decisores políticos e económicos do mundo, a guerra da Ucrânia não pode deixar de ser um tema dominante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diplomata russo na ONU demite-se alegando ter vergonha da invasão da Ucrânia

Zelenskyy pede mais apoios em Davos

Artistas emergentes e consagrados para ver na Art Basel