This content is not available in your region

Diplomata russo na ONU demite-se alegando ter vergonha da invasão da Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Diplomata russo na ONU demite-se
Diplomata russo na ONU demite-se   -   Direitos de autor  Martial Trezzini/' KEYSTONE / MARTIAL TREZZINI

Um diplomata russo na ONU entregou a carta de demissão, nesta segunda-feira, abandonando assim a missão diplomática da Rússia, em Genebra. Boris Bondarev, de 41 anos, disse que nunca teve tanta vergonha do seu país como no dia da invasão da Ucrânia.

“Em 20 anos de carreira diplomática, vi diferentes reviravoltas na nossa política externa, mas nunca tive tanta vergonha do meu país como a 24 de fevereiro deste ano”, fazendo referência à data da invasão.

Na carta, o conselheiro diplomático critica a “guerra agressiva desencadeada” pelo Presidente russo, Vladimir Putin, na Ucrânia.

Numa altura em que Vladimir Putin tenta silenciar oposições ao Kremlin, esta demissão é algo inédita e demonstra o descontentamento do corpo diplomático russo.