This content is not available in your region

O novo estádio olímpico de Orão para acolher os Jogos Mediterrânicos

De  Cinzia Rizzi  & euronews
euronews_icons_loading
O novo estádio olímpico de Orão para acolher os Jogos Mediterrânicos
Direitos de autor  euronews

A cidade argelina de Orão prepara-se para acolher a décima nona edição dos Jogos Mediterrânicos.

"A radiante" é o apelido da segunda maior cidade da Argélia. Uma metrópole virada para a modernidade com uma história milenar, rica em tradições e cultura e marcada por influências espanholas, otomanas e francesas.

"É uma cidade turística por excelência. É uma cidade muito viva, praticamente o tempo todo. Há movimento, dinamismo. O evento vai ser uma celebração para a região e para a Argélia”, disse à euronews Saïd Saayoud, governador de Orão.

A cidade é particularmente animada ao pôr-do-sol. Uma caminhada pelas ruas de Orão permite sentir o perfume da gastronomia local. Nas ruas e lojas de Orão os Jogos Mediterrânicos monopolizam todas as conversas.

Evento reúne atletas de 26 países e 24 desportos

A primeira edição dos Jogos Mediterrânicos teve lugar em 1951. Desde então, o evento desenrola-se, de quatro em quatro anos, num país da região. A Argélia já tinha organizado os jogos em 1975. Este ano, Orão acolhe atletas de 26 países e 24 modalidades.

As provas vão desenrolar-se em 22 locais, em Orão e nos arredores. Alguns espaços foram construídos de raiz, outros remodelados.

"O Estado argelino fez um esforço extraordinário para realizar instalações de acordo com os padrões em vigor e para reabilitar e melhorar as infraestruturas existentes. Penso que dentro de pouco tempo a Argélia será capaz de organizar qualquer evento internacional", frisou Yacine Siafi, diretor do departamento de juventude e desporto da região de Orão.

Penso que dentro de pouco tempo a Argélia será capaz de organizar qualquer evento internacional
Yacine Siafi, diretor do departamento de juventude e desporto de Orão

Aldeia mediterrânica deverá acolher 4300 atletas

A aldeia mediterrânica representa uma área equivalente a 55 campos de futebol deverá albergar cerca de 4300 atletas. O projeto foi concebido para tornar-se num novo bairro de Orão.

"Está equipada com várias infra-estruturas e instalações. Possui todas as comodidades para oferecer aos residentes um bom local para viver", contou Fouad Aïssi, diretor das infraestruturas públicas da cidade.

O novo estádio olímpico poderá acolher 40 mil pessoas. Vai ser palco das competições de futebol e das provas atletismo, além das cerimónias de abertura e encerramento.

"O objectivo dos Jogos é deixar um legado à população e ao movimento desportivo nacional através deste magnífico complexo, o novo complexo olímpico em Orão", afirmou Mohamed Aziz Derouaz, comissário dos jogos mediterrâneos e presidente do COJM.