This content is not available in your region

Tedros Ghebreyesus reeleito diretor-geral da OMS

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.   -   Direitos de autor  KEYSTONE / SALVATORE DI NOLFI

Tedros Adhanom Ghebreyesus, primeiro africano a dirigir a Organização Mundial de Saúde, foi reeleito para o cargo, por um período de 5 anos. 

A decisão foi tomada pelos países membros da Agência das Nações Unidas para a Saúde, através de voto secreto, durante uma reunião anual. O dirigente da OMS concorreu sem oposição. 

Tedros Ghebreyesus discursou logo após a sua reeleição e assumiu como prioridades futuras da OMS a preparação para "situações de emergência" e a "melhoria da agência".

O primeiro mandato do diretor-geral da OMS, recorde-se, foi marcado pela pandemia de Covid-19. De salientar que Ghebreyesus só poderá cumprir mais um mandato, que começa oficialmente a 16 de agosto.