EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Prosseguem buscas por desaparecidos em centro comercial de Kremenchuk

Autoridades continuam buscas para encontrar desaparecidos em Kremenchunk
Autoridades continuam buscas para encontrar desaparecidos em Kremenchunk Direitos de autor Bombe sul centro commerciale - Ucraina
Direitos de autor Bombe sul centro commerciale - Ucraina
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades estimam que estariam entre 200 e mil pessoas dentro do centro comercial, no momento do ataque.

PUBLICIDADE

Na Ucrânia, cerca de 40 pessoas continuam desaparecidas na sequência dos ataques russos com mísseis que atingiram, esta segunda-feira, um centro comercial em Kremenchuk, no centro do país. Apesar do susto inicial, muitos ucranianos conseguiram fugir, como é o caso de Daria.

"Havia a sirene, o ataque aéreo, por isso começámos a correr em direção à saída das traseiras e três minutos depois, houve a explosão, tínhamos vidros por todo o nosso cabelo e roupa. Havia também fumo, era assustador", disse, recordando o exacto momento em que se apercebeu do ataque.

A Ucrânia acusa a Rússia de ter levado a cabo o ataque e expôs os restos de um míssil, de 11 metros de comprimento e que pesava mais de 5 toneladas.

O Kremlin nega ter disparado mísseis contra o Centro Comercial e acusa o Ocidente de ser o culpado por fornecer armas à Ucrânia. Serguei Lavrov, Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, defende que um depósito onde chegam armas e munições europeias foi bombardeado e que, na sequência da detonação das munições, o centro comercial pegou fogo. O representante russo defende, contudo, que o centro comercial estava vazio.

Quanto mais armas são fornecidas e concebidas para prolongar o conflito, mais sofrimento será causado aos civis
Sergey Lavrov
Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia

As autoridades estimam que estariam entre 200 a mil pessoas dentro do centro comercial, no momento do ataque. De acordo com o Kiev Post, há registo de 20 mortos e de 59 feridos. 

Entretanto, os bombardeamentos russos continuam noutras zonas do país, como é o caso de Lysychansk, no leste.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Volodymyr Zelenskyy quer Rússia fora do Conselho de Segurança da ONU

Ataque a centro comercial ucraniano faz 13 mortos

Ucrânia e ambiente marcam regresso do Festival de Glastonbury