EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Protestos na Macedónia do Norte contra possível entrada na UE

AP
AP Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestantes saíram à rua contra 'proposta francesa' apresentada pelo Conselho Europeu

PUBLICIDADE

A pressão de Charles Michel não está a agradar centenas de manifestantes na Macedónia do Norte que não querem entrar na União Europeia.

O presidente do Conselho Europeu apelou esta semana ao país para aceitar a chamada 'proposta francesa', que anula o bloqueio da Bulgária às negociações para a adesão ao bloco europeu. 

Charles Michel diz que é "uma oportunidade histórica" mas há quem discorde. Os manifestantes acreditam que pertencer à UE vai fazer com que a "língua, a nação" se percam. 

As manifestações têm sido constantes. Na terça-feira, dia em que Charles Michel foi até ao país para promover o plano, foram detidas dezenas de pessoas e 40 polícias ficaram feridos, depois de um protesto violento.

A 'proposta francesa' esteve no centro das negociações na cimeira da UE do passado dia 23 de junho. 

Reconhece a existência de um grupo étnico búlgaro dentro da fronteira da Macedónia do Norte mas não o contrário. Os manifestantes querem que a Bulgária reconheça um grupo étnico da Macedónia dentro de território búlgaro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acordo de Prespa faz quatro anos mas ainda há pontos por cumprir

Adesão da Ucrânia à UE: "caminho longo" mas "determinação inabalável", garante Bruxelas

Onda de calor e condições extremas em vários pontos da Europa