EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Italianos querem que Draghi continue a governar o país

Mario Draghi, primeiro-ministro demissionário
Mario Draghi, primeiro-ministro demissionário Direitos de autor Roberto Monaldo/LaPresse
Direitos de autor Roberto Monaldo/LaPresse
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Italianos preocupados com o futuro do país se a demissão do primeiro-ministro, se confimar. Mario Draghi demitiu-se ao perder a confiança da coligação

PUBLICIDADE

A demissão do primeiro-ministro, Mario Draghi, está a deixar muitos italianos inquietos. No exterior do Palácio Quirinale, em Roma,  as reações são de preocupação pelo futuro do país neste contexto particularmente difícil.

Um homem afirma: "A Itália tem um grande problema neste momento, que está certamente ligado à crise do governo e está também ligado aos nossos parceiros europeus, por isso espero sinceramente que Draghi possa reconsiderar e que este governo possa avançar, porque a situação seria muito crítica neste momento para a Itália".

Uma mulher diz: "Já temos a crise, a guerra, a pandemia, em suma, acredito em Draghi que é também uma pessoa muito respeitada na Europa, na minha opinião. E é uma pena, porque eu sou italiana e esperava que os nossos políticos não fossem tão longe".

Na última semana, 14.000 presidentes de câmara, uma associação de médicos, outros grupos de pressão e dezenas de milhares de cidadãos assinaram petições para que Draghi continue.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mil italianos assinam manifesto para que Draghi seja presidente da Comissão Europeia

Requerentes de asilo em Dublin queixam-se de tratamento “desumano”por parte do Governo

Emmanuel Macron quer resposta política para os motins