Ministro britânico recomenda férias em Portugal

Jacob Rees-Mogg
Jacob Rees-Mogg Direitos de autor GBPOOL via EBU
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ministro para as Oportunidades do Brexit e Eficiência Governamental, Jacob Rees-Mogg, responsabilizou França pelas longas filas de espera na fronteira com França

PUBLICIDADE

O ministro britânico para as Oportunidades do Brexit e Eficiência Governamental, Jacob Rees-Mogg, afirma que as longas filas de espera no porto de Dover são da responsabilidade das autoridades francesas.

Para o ministro, a solução seria os britânicos optarem por passar férias em Portugal.

"São os franceses que não conseguem ter pessoas suficientes para as cabines extra que foram colocadas pelo porto de Dover para garantir que tudo corre sem problemas. Mas se os franceses decidirem não fornecer os funcionários de imigração que são necessários, então haverá filas de espera. Mas esta foi uma decisão dos franceses. E vale a pena notar que os Portugueses permitiram que os britânicos utilizassem o portões electrónicos para entrar em Portugal, pelo que talvez seja mais fácil para as pessoas irem de férias a Portugal", afirmou Jacob Rees-Mogg.

O Automóvel Clube britânico emitiu um alerta amarelo esta sexta-feira relativamente ao congestionamento nos acessos ao porto de Dover.

Observadores dizem que os tempos acrescidos de espera são uma consequência inevitável da saída do Reino Unido da União Europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que mudará entre Londres e Bruxelas com novo PM britânico?

Novo acordo entre Portugal e Reino Unido firmado em Londres

Brexit dificulta viagens escolares ao Reino Unido