Brexit dificulta viagens escolares ao Reino Unido

Alunos de partida em viagem escolar
Alunos de partida em viagem escolar Direitos de autor AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Escolas europeias, sobretudo em França, escolhem destinos alternativos ao Reino Unido para as férias dos alunos, devido às formalidades de fronteira

PUBLICIDADE

O Brexit dificultou as viagens escolares ao Reino Unido, habituais em muitas escolas europeias e particularmente, em França.

Numa classe de Colmar, em França, onde os alunos se preparam para viajar para Edimburgo, na Escócia, a professora de inglês guarda preciosamente na gaveta os passaportes necessários agora para a entrada dos cidadãos da União Europeia, em território britânico.

Consegui-los não foi tarefa fácil. As novas formalidades complicam muito a organização das viagens e muitos professores quase desistem.

"Foi uma luta enorme. Passámos algumas noites a perguntar-nos se não seria melhor simplesmente desistir, mas, vá lá, conseguimos", diz a professora Sarah Lepioufle.

A principal dificuldade para as famílias dos estudantes é conseguirem a tempo os passaportes, como explica um pai antes da partida do autocarro escolar rumo à Escócia.

"Contactei a Câmara Municipal de Colmar para fazer uma marcação, para fazer o passaporte, mas as primeiras marcações eram para o final de junho. Umas atrás das outras, contactei as comunas aqui perto, mas todos os agendamentos eram para datas muito longe (...) O único agendamento possível alguns dias depois foi na comuna de Ferrette, que fica quase a uma hora de carro da nossa casa".

Para além dos prazos, há o preço a pagar para obter um passaporte - 40 euros para os adolescentes franceses.Os alunos de nacionalidade não europeia, embora vivendo em solo europeu, têm de pagar o equivalente a 120 euros para obterem um visto e assim poderem acompanhar os seus colegas nas viagens.

As novas restrições administrativas ligadas ao Brexit reduziram consideravelmente as viagens escolares para o Reino Unido. Por causa destas formalidades, muitas escolas estão a optar por outros destinos de língua inglesa, nomeadamente a Irlanda.

Após dois anos de pandemia, onde quer que seja, a viagem é uma lufada de ar fresco para os jovens.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Como se comparam os custos com infantários na UE?

Ministro britânico recomenda férias em Portugal

União Europeia lança procedimento contra Reino Unido