EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rússia e Ucrânia trocam acusações

Escombros de prisão na região de Donetsk
Escombros de prisão na região de Donetsk Direitos de autor AP/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor AP/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os dois países acusam-se mutuamente de estarem por detrás de um ataque contra uma prisão russa na região de Donbas que resultou em pelo menos 50 mortos

PUBLICIDADE

A Rússia e a Ucrânia acusaram-se mutuamente de terem bombardeado uma prisão situada numa região separatista do leste da Ucrânia.

O ataque teria provocado a morte a pelo menos meia centena de prisioneiros ucranianos.

Fontes oficiais russas afirmam que a Ucrânia teria utilizado equipamento militar norte-americano no ataque.

"Recebi hoje notícias sobre o ataque dos ocupantes a Olenivka na região de Donetsk. Foi um crime de guerra russo deliberado, um assassinato em massa deliberado de prisioneiros de guerra ucranianos. Mais de 50 mortos. Quando os defensores da "Azovstal" deixaram a fábrica, a ONU e o Comité Internacional da Cruz Vermelha actuaram como garantes da vida e saúde dos nossos soldados", denunciou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

A sul, próximo da frente de batalha, uma ofensiva russa contra a cidade ucraniana de Mykolaiv resultou em cinco mortos e sete feridos.

No leste do país, as forças russas prosseguem os avanços. A cidade ucraniana de Soledar é o novo palco de batalha na região do Donbas.

Na sexta-feira, o presidente Zelensky deslocou-se ao porto de Odessa para supervisionar os primeiros carregamentos de grão que se espera venham a partir nos próximos dias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy acusa Amnistia Internacional de "amnistiar" a Rússia

Ucranianos desesperados arriscam a vida por alimentos

Exército russo ataca com mísseis escola em Donetsk