EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Mais três navios com cereais já sairam de portos da Ucrânia

Autoridades turcas a inspecionar navio Razoni com cereais vindos da Ucrânia em Istambul, Turquia
Autoridades turcas a inspecionar navio Razoni com cereais vindos da Ucrânia em Istambul, Turquia Direitos de autor TURKISH DEFENCE MINISTRY/AFP or licensors
Direitos de autor TURKISH DEFENCE MINISTRY/AFP or licensors
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeira embarcação com cereais ucranianos partiu de Odessa na segunda-feira, passou pelo Estreito de Bósforo e seguiu em direção ao Líbano.

PUBLICIDADE

As autoridades ucranianas comunicaram hoje a partida do porto de Chornomorsk, na região de Odessa, de três navios com mais de 58 mil toneladas de cereais, com destino à Turquia, Reino Unido e Irlanda.

O primeiro anúncio tinha sido feito pelo ministro da Defesa turco, Hulusi Akar. Akar revelou também que um navio vazio deverá rumar à Ucrânia, depois de ser devidamente inspecionado, em Istambul. O governante turco adiantou que manteve conversações com os ministros ucranianos da Defesa e das Infraestruturas sobre as exportações de cereais.

Esta quinta-feira, o secretário-geral da ONU reconheceu que os acordos de Istambul ajudaram a estabilizar os mercados.António Guterres explicou que "as negociações que levaram aos acordos alcançados em Istambul no mês passado tiveram um impacto progressivo nos mercados globais, reduzindo os preços dos alimentos e fertilizantes, próximos dos níveis em que estavam antes da guerra, níveis que já eram substancialmente altos.

Entretanto, o primeiro barco, o Razoni segue em direção ao Líbano, onde deve chegar no próximo domingo de manhã. Na quarta-feira, uma equipa de inspeção civil conjunta passou três horas a verificar a carga e a tripulação do navio com bandeira da Serra Leoa, que deixou Odesa na segunda-feira com milho ucraniano.

A Rússia e a Ucrânia assinaram acordos separados com a Turquia e as Nações Unidas de forma a permitir que a Ucrânia conseguisse exportar 22 milhões de toneladas de cereais e outros produtos agrícolas que ficaram retidos nos portos do Mar Negro devido à invasão da Rússia.

Nestes acordos ficou também estabelecido que a Rússia possa exportar cereais e fertilizantes.

As remessas vão permitir começar a dar algum alívio às carências alimentares causadas pelos entraves da Rússia às exportações da Ucrânia..

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Seniores ucranianos fiéis à bicicleta

Turquia abre centro de monitorização da exportação de cereais pelo Mar Negro

Manifestantes ucranianos pedem rotação de soldados