Talibãs dispersam manifestação de mulheres com recurso a tiros

Mulher afegã.
Mulher afegã. Direitos de autor Ebrahim Noroozi/Associated Press
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As mulheres afegãs sairam às ruas para lutar pelo direito à educação e ao trabalho.

PUBLICIDADE

No Afeganistão, os Talibãs dispersaram, com recurso a tiros, uma manifestação de cerca de 40 mulheres, que teve lugar em frente ao Ministério da Educação, em Cabul, capital do país.

Lutar pelo direito à educação e ao trabalho. Estes foram os dois motivos que levaram as mulheres afegãs a sair às ruas. Mas, cinco minutos após o início dos protestos, o grupo jihadista colocou fim ao ajuntamento.

Esta manifestação acontece dois dias antes dos Talibãs completarem um ano no poder.

Nos últimos meses, o grupo já restringiu várias liberdades fundamentais às mulheres. Em Março, por exemplo, as escolas secundárias foram fechadas para pessoas do sexo feminino e em Maio foi ordenado que as afegãs cobrissem todo o rosto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Talibãs exigem uso de véu integral em público

Talibãs proíbem mulheres de viajar sem a companhia de um homem da família

Começaram os funerais das vítimas do sismo no Afeganistão