This content is not available in your region

Escritores unidos em homenagem a Salman Rushdie

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
Solidariedade com Salman Rushdie
Solidariedade com Salman Rushdie   -   Direitos de autor  AFP

Juntos pela defesa da liberdade de expressão e em solidariedade com Salman Rushdie: Escritores de renome compareceram à chamada nas escadarias da Biblioteca Pública de Nova Iorque e leram trechos do escritor britânico, recentemente alvo de um ataque que o deixou entre a vida e a morte. Na homenagem participaram autores como Tina Brown, Amanda Foreman ou ainda o multipremiado autor de best-sellersPaul Auster.

"Tenho pensado em ti todas as horas, todos os dias, desde há uma semana. Amo-te como a um irmão e estimo a amizade que construímos juntos desde há 30 anos. Eu, a minha mulher Siri e todos os autores aqui reunidos rezamos para que em breve estejas restabelecido, a falar em defesa da liberdade, da justiça e da tolerância em que tu e todos nós tão fervorosamente acreditamos", disse o autor da Trilogia de Nova Iorque.

Tenho pensado em ti todas as horas, todos os dias, desde há uma semana. Amo-te como a um irmão.
Paul Auster
Escritor

Salman Rushdie tornou-se um alvo a abater e um dos homens mais protegidos do mundo em 1989, quando o aiatola Khomeni, do Irão, lhe lançou uma fatwa, ou seja, uma sentença de morte, por causa do livro "Os versículos satânicos", considerado uma blasfémia para o Islão.

Mesmo se a fatwa foi mais tarde levantada, a ameaça não deixou de pairar e chegou mais de 30 anos depois, com o ataque à faca feito por Hadi Matar. Rushdie está a recuperar favoravelmente no hospital. Já o atacante, de 24 anos, foi presente a tribunal e declarou-se inocente da acusação de tentativa de homicídio.