This content is not available in your region

Igrejas cristãs pedem paz nas eleições de Angola

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira  com LUSA
euronews_icons_loading
Celebração teve momentos de grande alegria
Celebração teve momentos de grande alegria   -   Direitos de autor  PAULO NOVAIS/LUSA

Um pedido uníssono pela paz, pela realização de eleições no respeito por todas as forças políticas em contenda e pedidos de sucesso para quem vier a ser eleito: Foi assim a cerimónia ecuménica em que várias igrejas cristãs se juntaram para encher de fiéis o Estádio 11 de Novembro, em Luanda.

O bispo Afonso Nunes, líder dos Tocoístas, apelou a que o período eleitoral prossiga sem incidentes como até ao momento, despedindo-se com um “ámen” aplaudido pelos fiéis que encheram mais de metade do estádio.

O sistema da CNE foi também consagrado a Deus, pelo reverendoFrancisco Sebastião da Assembleia deDeus. A oração pelos candidatos coube ao reverendo Nascimento Davi: "Pai, venha dirigir os candidatos e o Presidente que vier a ser eleito. Deus, quero desejar sucesso para que a sua paz, harmonia e honestidade sejam fatores que possam nortear a vida destes servos", exortou.

A assistir de perto ao culto estavam vários ministros e secretários de Estado do executivo angolano, apoiado pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), bem como representantes das forças partidárias da oposição entre os quais o secretário provincial da UNITA, maior partido da oposição, Nelito Ekuikui, e o presidente da coligação CASA-CE, terceira força política parlamentar, Manuel Fernandes.

Participaram as igrejas africanas Tocoista e Kimbanguista, tal como vários cultos cristãos - os Metodistas, a Igreja Teosófica Espírita, os Evangélicos e os Adventistas.