This content is not available in your region

Governo somali assume responsabilidades após ataque em Mogadíscio

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Ataque na Somália fez mais de duas centenas de mortos.
Ataque na Somália fez mais de duas centenas de mortos.   -   Direitos de autor  AFP

O primeiro-ministro da Somália apelou à unidade no país e prometeu que o governo vai assumir responsabilidades após o ataque do grupo extremista Al-Shabaab no hotel Hayat, em Mogadíscio.

"Existirão responsabilidades no governo. Ninguém no governo escapará à sua responsabilidade. Quem negligenciou a responsabilidade que lhe foi dada, será responsabilizado", garantiu Hamza Abdi Barre, após visitar os feridos que se encontravam hospitalizados.

Recorde-se que o ataque levado a cabo por este grupo deixou pelo menos 21 mortos e mais de uma centena de feridos, de acordo com as autoridades somalis.

Entretanto, a União Europeia também já se pronunciou sobre este episódio no continente africano e pediu que o ataque não prejudique os esforços para encontrar a paz e reconciliação entre a população somali.