This content is not available in your region

Seca revela pegadas de dinossauros

Access to the comments Comentários
De  Luis Guita  & Euronews
euronews_icons_loading
Pegada de dinossauro com 113 milhões de anos
Pegada de dinossauro com 113 milhões de anos   -   Direitos de autor  Texas, EUA

Estas pegadas de dinossauro têm 113 milhões de anosFoi a seca que as revelou. Normalmente, neste local do Parque Estadual do Vale do Dinossauro, no Texas, EUA, corre um rio.

O nome do parque não é coincidência; nesta região são encontrados, frequentemente, vestígios de espécies antigas.

Mas, mesmo o vice-diretor do Parque está impressionado com a abundância de vestígios:

"Quando foram formados há 113 milhões de anos, havia aqui um mar intercontinental pouco profundo, ou uma praia lamacenta, não arenosa. Portanto, existiam as condições perfeitas e a consistência perfeita de lama para que as suas pegadas fossem preservadas," explicou o vice-diretor do Parque Estadual do Vale do Dinossauro, no Texas, EUA, Asa Vermeulen.

Este é, provavelmente, o registo de pegadas mais longo deixado por um único dinossauro na América do Norte:

"Parece que estão gravadas em pedra para sempre, mas não estão. Na próxima cheia, podem desaparecer completamente. Porque não estão protegidas. Uma inundação pode simplesmente apagá-las. Ainda assim, acho ótimo ter a sorte de as ver," acrescentou Asa Vermeulen.

De acordo com o vice-diretor do Parque, as pegadas são de um Acrocanthosaurus, uma espécie de dinossauro carnívoro cretáceo que podia crescer até cinco metros de altura e pesar sete toneladas.